Millenials têm fome de quê?

Millenials têm fome de quê?

Pesquisa da CB Insights acaba de lançar uma relação de segmentos econômicos que caíram (ou têm caído) no gosto da geração nascida digitalmente (1981-1996). Você vai se surpreender:

Acampar
Segundo a Kampgrounds of America, a geração millenials representa 56% de todos os novos campistas americanos do ano passado.

Fitness
Efetivamente se trata de uma geração preocupada com saúde, bem-estar e alimentação saudável – 76% dizem se exercitar pelo menos semanalmente, acima dos 70% da geração X (1965-1980) e dos 64% entre baby boomers (1946-1964).

Viajar
Estudos mostram que eles preferem viajar do que comprar uma casa, por exemplo, e o que realmente curtem é encontrar maneiras de personalizar suas viagens pelo mundo.

Refeições casuais rápidas
Millenials adoram velocidade, então é dessa maneira que eles querem sua comida. Também estão no topo de suas listas obrigatórias: preços baixos, cardápios extensos e opções saudáveis.

Café
Nos EUA, 44% da demanda de café está nas mãos dos millenials. Mas eles curtem também cerveja artesanal e bebidas com pegada sustentável.

Plantas em casa
Estilo de vida focado no bem-estar para pessoas que moram em cidades abarrotadas leva a um consumo crescente de colocar a natureza – ou um pouco dela – dentro de casa.

Cuidados com a pele
Aqui vale realmente tudo: vídeos on-line de beleza, alternativas naturais e até veganas. Metade dos millenials comprou produtos para a pele sem itens sintéticos e os de origem vegana cresceram 175% entre 2013 e 2018.

Micromobilidade
A geração millenial quer morar mais perto do centro – probabilidade 21% maior que nos demais extratos –, o que leva a questão da micromobilidade ao topo do problema. Ou da solução. Hoje já existem mais de 85 mil scooters elétricas para alugar em pelo menos uma centena de cidades americanas com mais de 38 milhões de viagens feitas apenas no ano passado.

(Nota publicada na Edição 1138 da Revista Dinheiro)

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?


Mais posts

Intel terceiriza. Ações desabam

Todo mundo saiu terceirizando a produção de microprocessadores. Legal, né? Aí você se chama Intel e decide fazer o mesmo. Resultado: [...]

China busca nome para rover

Você tem até 12 de agosto para sugerir um nome para o primeiro rover chinês a explorar Marte. A Administração Espacial Nacional da China (CNSA) anunciou o lançamento de uma campanha global. Serão quatro etapas: a) envio de nomes, b) escolha de dez deles por juízes, c) três escolhidos por votação pública e d) a […]

Imagine I.A. Imagine em russo…

Tenho dito: ainda penso que Inteligência Artificial (IA) é muito melhor para escolher governantes, membros do STF, STJ e TCU, decisões [...]

Menor transistor do mundo

Pesquisadores israelenses do Instituto de Física da Universidade Hebraica (HU) de Jerusalém desenvolveram o menor transistor do mundo, com base em um átomo. E por que é importante minimizar transistores? Porque quanto menor ele for, mais rápido o controle da informação, permitindo que centenas de milhões de dispositivos sejam reunidos em um único chip. Isso […]

Na Cisco, black lives matter

George Floyd (foto) logo vai virar adjetivo. “Esta empresa é Floyd” vai significar algo como esta companhia-se-importa-com-igualdades. [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.