Edição nº 1088 21.09 Ver ediçõs anteriores

Milho ou cana-de-açúcar?

Milho ou cana-de-açúcar?

Na hora de abastecer o carro, a dúvida de qual combustível escolher é recorrente para a grande maioria dos brasileiros. Por um lado, a gasolina oferece maior autonomia. Ou seja, é possível rodar mais quilômetros por litro. De outro, o etanol propõe maior octanagem (que resulta em maior potência), mais limpeza ao motor e menor emissão de gases de efeito estufa. Nos últimos meses, o debate em torno dos combustíveis ficou ainda mais complexo. Isso porque o Brasil, maior produtor de cana-de-açúcar do mundo, começou a intensificar sua produção de etanol a partir do milho, algo que os Estados Unidos já fazem há décadas e que sempre foi criticado por aqui. A primeira usina (foto em destaque abaixo) foi inaugurada em Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, em agosto. Os defensores da ideia alegam que muitas fazendas do Estado cultivam milho e não conseguem vender a produção em decorrência dos altos custos de transporte até os portos. Mas a crítica é que a cana é mais produtiva para a conversão de açúcar em combustível, e que não representa concorrência significativa para a produção de alimentos. Confira, ao lado, a comparação entre o etanol de milho e de cana:

(Nota publicada na Edição 1036 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Os vilões das praias

As sacolas e os canudos plásticos ganharam status de vilões dos mares por serem altamente nocivos ao meio ambiente. Mas à beira-mar o [...]

Cessar-fogo

A centenária marca de luxo britânica Burberry provocou a ira de ambientalistas ao reportar, em julho, que incinerou o equivalente a £ [...]

Chuva no Saara

Ninguém imagina, mas o árido e inóspito deserto do Saara, localizado no norte da África, já foi uma região de savanas e pradarias, com [...]

Economia da natureza

A busca pela compreensão da economia sob um viés ecológico é o pano de fundo da terceira edição do livro Economia do Meio Ambiente, [...]

Fim dos alpes suíços?

Ao compilar dados e imagens de satélite dos últimos 22 anos, os cientistas da Universidade de Genebra e do Programa da Organização das [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.