Giro

Milhares de manifestantes voltam às ruas de Hong Kong

Milhares de manifestantes voltam às ruas de Hong Kong

Milhares de pessoas participam em protesto proibido em Hong Kong - AFP

A polícia recorreu hoje (20) a gás lacrimogêneo para dispersar a multidão em Hong Kong. Milhares de manifestantes voltaram às ruas em protestos pró-democracia e pedindo eleições livres no território. A área de Kowloon foi palco das piores cenas de violência nas últimas semanas.

Houve um reforço de segurança ao longo da marcha, com estações de metrô fechadas e a polícia lançando canhões de água na rua.

Os manifestantes estão revoltados com a líder de Hong Kong, Carrie Lam.

Hong Kong enfrenta grandes protestos desde junho, devido a uma legislação que permitiria que suspeitos fossem enviados à China continental para serem julgados.

O governo de Hong Kong anunciou o arquivamento formal do projeto de lei de extradição no início de setembro, mas os protestos continuam.

A transferência de Hong Kong para a China, em 1997, decorreu sob o princípio “um país, dois sistemas”. Como acontece com Macau, para aquela região administrativa especial da China, foi estabelecido um período de 50 anos com elevado grau de autonomia, em nível Executivo, Legislativo e Judiciário, com o governo central chinês sendo responsável pelas relações externas e a defesa.

*Com informações da RTP (emissora pública de televisão de Portugal) 

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança