Finanças

Milão lidera perdas de bolsas europeias com tensão política na Itália

As bolsas europeias operam em baixa generalizada desde a abertura dos negócios desta sexta-feira, com a de Milão liderando perdas, em meio a preocupações com a conturbada cena política na Itália. Dados fracos da economia do Reino Unido também causam apreensão, embora a consequente desvalorização da libra ajude a conter a queda do mercado inglês.

O mau humor se instalou nos mercados acionários da Europa depois que o vice-premiê italiano, Matteo Salvini, defendeu eleições antecipadas por causa de “diferenças irreconciliáveis” entre seu partido, o Liga, e o parceiro na coalizão de governo, o Movimento 5 Estrelas.

O possível colapso da coalizão governista italiana tem forte impacto nas ações de bancos do país nesta manhã, caso do BPM (-8,3%), do UBI (-6,3%) e do UniCredit (-5,8%). Às 7h54 de (Brasília), o índice FTSE-MIB sofria um tombo de 2,23% em Milão.

Além disso, os últimos números da economia britânica desagradaram, num momento em que o Reino Unido se prepara para deixar a União Europeia até o fim de outubro, dentro do processo conhecido como “Brexit”, sob o comando do primeiro-ministro Boris Johnson, que recentemente assumiu no lugar de Theresa May.

No segundo trimestre, o PIB britânico encolheu 0,2% antes os três meses anteriores, contrariando previsão de estabilidade e apresentando a primeira contração desde 2012. A produção industrial do Reino Unido, por sua vez, caiu 0,1% em junho ante maio, enquanto analistas previam alta de 0,4%. Em reação aos números, a libra ampliou perdas, ajudando a limitar a queda da bolsa inglesa. Em Londres, o FTSE-100 caía apenas 0,11% no horário mencionado acima.

Investidores também continuam atentos à deterioração da relação comercial entre Estados Unidos e China, com o temor de que a situação acabe levando a economia americana a uma nova recessão.

Também às 7h54 (de Brasília), a bolsa de Frankfurt recuava 0,96% e a de Madri cedia 1,02%, enquanto as de Paris e Lisboa perdiam 0,85% e 0,59%, respectivamente. No mercado de câmbio, a libra se enfraquecia a US$ 1,2094, de US$ 1,2143 no fim da tarde de ontem, mas o euro seguia direção contrária, avançando para US$ 1,1206, de US$ 1,1189 ontem. Com informações da Dow Jones Newswires.

Tópicos

bolsas Europa manhã