Mundo

“Mike Pence merece isso”; ira de Trump contra vice é foco de audiências de ataque ao Capitólio

Crédito: REUTERS/Carlos Barria

Trump falou com aprovação sobre os gritos da multidão para "enforcar Mike Pence" (Crédito: REUTERS/Carlos Barria)



Por Patricia Zengerle e Richard Cowan

WASHINGTON (Reuters) – Um painel do Congresso que investiga o ataque ao Capitólio dos Estados Unidos no ano passado por partidários de Donald Trump apresentou evidências em sua audiência no horário nobre de que o ex-presidente representava um perigo tanto para a democracia norte-americana quanto para seu vice-presidente, Mike Pence. A deputada Liz Cheney, vice-presidente republicana do comitê da Câmara dos Deputados que investiga o ataque de 6 de janeiro de 2021, disse em audiência na quinta-feira que Trump falou com aprovação sobre os gritos da multidão para “enforcar Mike Pence”.

Trump orquestrou “tentativa de golpe”, aponta comissão

Aliados e filha de Trump rejeitavam alegações de fraude na eleição, mostra audiência sobre invasão ao Capitólio




O comitê liderado pelos democratas está realizando uma série de seis audiências este mês para compartilhar as conclusões de sua investigação de quase um ano sobre os eventos antes e no dia do ataque.

“Você ouvirá que o presidente Trump estava gritando e, cito, ‘muito furioso’ com conselheiros que lhe diziam que ele precisava fazer algo mais” para reprimir o tumulto, disse Cheney na audiência. “E, ciente dos gritos dos manifestantes para ‘enforcar Mike Pence’, o presidente respondeu com este sentimento: ‘Talvez nossos apoiadores tenham a ideia certa’, Mike Pence, cito, ‘merece isso’.”

O pai da deputada, Dick Cheney, foi vice-presidente dos EUA de 2001 a 2009 no governo do presidente republicano George W. Bush.


O ataque ao Capitólio foi lançado em uma tentativa fracassada de impedir que membros do Congresso certificassem formalmente em um processo supervisionado por Pence a derrota do republicano Trump para o democrata Joe Biden nas eleições de novembro de 2020.

Normalmente um evento rotineiro, a certificação se tornou o foco de Trump, que a viu como uma última chance de manter a Presidência apesar de perder a eleição. Seus apoiadores se reuniram em Washington para participar de um comício com Trump, que havia feito repetidas alegações falsas de que a eleição foi roubada dele por meio de fraude eleitoral generalizada.

Milhares de apoiadores de Trump invadiram o Capitólio, fazendo com que parlamentares, funcionários, jornalistas e o próprio Pence fugissem para salvar suas vidas. A multidão não apenas pediu que o vice-presidente fosse enforcado, mas ergueu uma forca improvisada do lado de fora do Capitólio.

O comitê exibiu um vídeo dos comentários de Trump no comício, no qual ele pediu aos apoiadores que marchassem até o Capitólio –a sede do Congresso– e “lutassem como o inferno”.

“Se Mike Pence fizer a coisa certa, nós ganhamos a eleição. Tudo o que o vice-presidente Pence precisa fazer é enviar (os resultados) de volta aos Estados para que sejam recertificados, e nos tornamos presidente – e vocês são as pessoas mais felizes”, disse Trump a uma multidão estridente.

(Reportagem de Patricia Zengerle e Richard Cowan, reportagem adicional de Doina Chiacu)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI590OE-BASEIMAGE






Tópicos

4 horas no Capitólio ataque ao Capitólio ataque ao Capitólio dos Estados Unidos ataque ao Capitólio dos EUA Ataque no Capitólio Bennie Thompson capitólio Capitólio Congresso dos EUA capitolio eua capitólio significado capitólio trump Casa Branca China cinco mortos dezenas feridos invasão Capitólio cinco mortos e dezenas de feridos cinco mortos e dezenas de feridos Capitólio cinco mortos e dezenas de feridos durante invasão cinco mortos e dezenas de feridos durante invasão Capitólio comissão diz Trump tentativa de golpe comitê liderado por democratas Congresso dos Estados Unidos congresso dos eua cúpula mundial pela democracia democracia ameaçada denúncias fraude eleitoral denúncias fraudes eleitorais derrota Trump Biden derrota Trump eleições derrota Trump eleições fraude eleitoral diplomatas chineses discurso incendiário de Trump Donald Trump Donald Trump perigo democracia Mike Pence Estados Unidos EUA EUA covid EUA e Brasil EUA eleições EUA invasão do Capitólio EUA presidente ex-vice-presidente dos EUA Mike Pence grupo invadiu ocupou depredou a sede do Congresso dos EUA grupo invadiu ocupou depredou Congresso dos EUA invasão capitólio invasão Capitólio em janeiro de 2021 invasão Capitólio Estados Unidos invasão capitólio eua invasão Capitólio janeiro de 2021 invasão do capitólio invasão do Capitólio 2021 invasão do Capitólio em 2021 invasão do Capitólio em janeiro de 2021 invasão do Capitólio EUA invasão do Capitólio janeiro 2021 invasão do Capitólio janeiro de 2021 invasores Capitólio joe biden joe biden family joe biden fortuna joe biden idade Liz Cheney Trump acendeu chama atauq Mortes Capitólio o que aconteceu com os invasores do capitólio o que aconteceu no capitólio nos estados unidos O que aconteceu no Capitólio? painel do Congresso EUA Parlamentares americanos investigam invasão Capitólio Parlamentares americanos que investigam invasão do Capitólio Parlamentares investigam invasão do Capitólio partidários de Donald Trump capitólio partidários de Trump ataque capitólio partidários de Trump invasão capitólio política nos EUA presidente da comissão Bennie Thompson presidente da comissão democrata Bennie Thompson proud boys quem invadiu o capitólio republicana Liz Cheney republicana Liz Cheney Trump acendeu chama atauq Rudy Giuliani Sidney Powell tentativa de golpe Trump tomada do capitólio trump biden debate Trump derrota no pleito 2020 Trump e Biden Trump eleição roubada ele era o presidente legítimo Trump estava no centro da conspiração Trump estava no centro da conspiração investigação Trump não aceitava derrota urnas Trump perigo democracia Mike Pence Trump representava perigo democracia Mike Pence Trump tentativa de golpe vice-presidente dos eua