Negócios

Microsoft retira computadores da Huawei da sua loja online

No domingo, o Google já havia afirmado que iria romper laços com a 2ª maior produtora de smartphones do mundo após determinação do governos dos EUA

Microsoft retira computadores da Huawei da sua loja online

A Microsoft retirou os computadores da Huawei da sua loja online. Esta é a segunda grande baixa da companhia chinesa com uma gigante de tecnologia dos Estados Unidos depois que o presidente Donald Trump a incluiu na lista de restrições de comércio. No domingo, o Google já havia afirmado que iria romper laços com a 2ª maior produtora de smartphones do mundo.

Segundo a CNN, a Microsoft não comentou a remoção dos produtos da Huawei da sua loja na internet. Ao pesquisar o nome da marca no site, aparecem mensagens de que aquele endereço é inexistente e erros no link de acesso.

Caso siga a determinação do governo norte-americano, a Microsoft não poderá mais oferecer o serviço do Windows para os aparelhos da Huawei. Esta foi a mesma razão que o Google argumentou para romper os laços e não fornecer mais o sistema Android aos smartphones da chinesa.

Na última semana, Trump colocou a Huawei em uma lista de empresas que as companhias norte-americanas estavam impedidas de vender tecnologia e componentes eletrônicos. Para especialistas, a ação é uma forma de pressionar a China na escalada da guerra comercial entre as duas potências econômicas.

A área de consumo da Huawei – que inclui smartphones, laptops, tablets e relógios inteligentes –, representou a maior fatia de lucros da empresa no ano passado, com aproximadamente US$ 50 bilhões, mais de 45% da receita do grupo. Além dos dispositivos eletrônicos, a Huawei também fornece infraestrutura para companhias telefônicas e de internet.