Negócios

Microsoft vai comprar ZeniMax, proprietário da Bethesda, por US $ 7,5 bilhões

Crédito: Reprodução/Bethesda

Estúdio Bethesda Softworks é conhecido por jogos referências em seus gêneros, como Doom, The Elder Scrolls V: Skyrim e Fallout (Crédito: Reprodução/Bethesda)

A Microsoft fechou um acordo para adquirir por US$ 7,5 bilhões a ZeniMax Media, empresa controladora do estúdio Bethesda Softworks, conhecido por jogos referências em seus gêneros, como Doom, The Elder Scrolls V: Skyrim e Fallout. O negócio acontece dentro de um setor, o de games, cuja projeção de receita para 2021 é de US$ 200 bilhões.

Com o tratado, a gigante de tecnologia será controladora dos jogos já lançados pelo Bethesda que chegaram ao Xbox Game Pass no console e no PC e também dos próximos jogos, como o esperado RPG espacial Starfield, cuja data de lançamento ainda não foi anunciada.

+ Lançamento do PlayStation 5 prepara a batalha com o Xbox para o Natal
+ ByteDance rejeita oferta da Microsoft para comprar operações do TikTok nos EUA 

“Com a adição da Bethesda, a Microsoft crescerá de 15 para 23 equipes de estúdios criativos e adicionará franquias icônicas da Bethesda ao Xbox Game Pass. Isso inclui a intenção da Microsoft de trazer os futuros jogos da Bethesda para o Xbox Game Pass no mesmo dia em que forem lançados no Xbox ou PC, como Starfield”, informaram as empresas, por meio de nota.

Segundo as companhias, a “aquisição planejada inclui escritórios de publicação e estúdios de desenvolvimento em todo o mundo com mais de 2.300 funcionários, incluindo Bethesda Softworks, Bethesda Game Studios, id Software, ZeniMax Online Studios, Arkane, MachineGames, Tango Gameworks, Alpha Dog e Roundhouse Studios”.

A questão que ainda não foi respondida é como a Microsoft vai trabalhar com diferentes plataformas. Há jogos com o selo Bethesda que já foram anunciados para o console PlayStation 5, da Sony, e também para o PC.

Por ora, a única afirmação é sobre console de games da própria Microsoft. “Este é um momento incrível para ser um fã do Xbox”, destaca Phil Spencer, vice-presidente executivo de Jogos da Microsoft, por nota. “Agora estamos fazendo outro investimento na parte mais crítica de nossa estratégia : os jogos.”

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

O objetivo das empresas é fechar o negócio no segundo semestre do ano fiscal de 2021. Desta maneira, o lucro operacional ajustado dos anos fiscais 2021 e 2022 seriam pouco impactados.

 

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel