Edição nº 1149 02.12 Ver ediçõs anteriores

Microsoft apoia empreendedorismo feminino no Brasil

Microsoft apoia empreendedorismo feminino no Brasil

As mulheres ainda não têm presença marcante no empreendedorismo digital – e isso não é segredo para ninguém. Elas são apenas 15,7% dos sócios das 12,7 mil empresas de base tecnológica mapeadas pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups). Segundo a pesquisa 100 Super Founders, da plataforma de inovação Distrito, a participação de mulheres na liderança de startups no Brasil é de apenas 2%. A Microsoft, que atua há 30 anos no Brasil, sabe disso. Desde 2011, a empresa de Bill Gates já apoiou mais de 7 mil startups no País, com investimento superior a US$ 202 milhões em créditos em nuvem. Agora arregaçou as mangas de vez. Em parceria com Sebrae Nacional, Bertha Capital e Belvedere Investimentos, lançou duas iniciativas com o objetivo de fomentar o empreendedorismo feminino no Brasil, especialmente em direção ao uso de Inteligência Artificial (IA) e a geração de impacto social sustentável. Elas envolvem investimentos – Fundo de Investimento em Participações de Capital Semente (Women Entrepreneurship – Fundo WE), que fará aportes de R$ 500 mil a R$ 5 milhões em negócios liderados por mulheres – e educação empreendedora, por meio do Portal WE. A ideia é englobar projetos de todas as regiões, tocados por empreendedoras. Não importa a graduação, se superior ou técnica, já que serão oferecidas capacitações com o investimento.

(Nota publicada na Edição 1149 da revista Dinheiro)


Mais posts

Celular, o preferido dos americanos para notícias

Cada vez mais usuários de internet leem notícias pelo smartphone, em detrimento de desktop e laptop. Pelo menos entre os [...]

Tubi, na Amazon

A plataforma de streaming de video Tubi agora está disponível nos dispositivos Amazon Echo Show. Claro, por enquanto, nos EUA. É o primeiro serviço de vídeo gratuito (financiado por anúncios) oferecido no streaming da Amazon. Agora, o usuário americano manda o Alexa – comando de voz do mega e-commerce – passar o filme. O Tubi […]

Sustômetro

O guia Mozilla dos dispositivos mais “assustadores” começa com esta pergunta: “O quão assustador (creepy) é aquele alto-falante [...]

Os brasileiros e os influenciadores digitais

A julgar por pesquisa realizada pela Spark, empresa de marketing de influência, em parceria com o Instituto Qualibest, de pesquisas [...]

Lei anti-fake news é usada em Cingapura

Cingapura usou pela primeira vez sua lei anti-fake news, a Lei de Proteção contra Falsidades e Manipulação On-line, POFMA, ao ordenar [...]
Ver mais