Edição nº 1088 21.09 Ver ediçõs anteriores

Microsoft admite derrota nos smartphones

Microsoft admite derrota nos smartphones

Demorou, mas a Microsoft finalmente interrompeu os investimentos em melhorias para o Windows 10 Mobile. A versão móvel do sistema operacional não vai mais receber atualizações de recursos ou novas funções, somente correções de segurança e ajustes de alguns problemas. A notícia já era esperada, uma vez que a plataforma estava presente em somente 0,3% dos smartphones, segundo a consultoria Gartner. Com as grandes fabricantes optando pelo uso do Android, que arremata 86,1% do mercado, a empresa comandada por Satya Nadella acabou ficando em uma situação insustentável no segmento de telefonia móvel.

(Nota publicada na Edição 1040 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Sabotagem na Amazon

A Amazon está investigando um possível caso de sabotagem de seus serviços. De acordo com o jornal americano The Wall Street Journal, a [...]

Liderança roxa

A Nubank é a startup brasileira melhor colocada em um levantamento feito pela rede social LinkedIn. O estudo, divulgado na terça-feira [...]

Resposta instantânea

Mariano Gomide, co-CEO da VTEX, desenvolvedora de soluções de computação em nuvem para e-commerces

Sinal ruim

As vendas de celulares no Brasil caíram no primeiro semestre do ano. De acordo com a consultoria IDC, foram vendidos 24,1 milhões de [...]

Turista espacial

O empresário japonês Yusaku Maezawa é o primeiro cliente da SpaceX, empresa de exploração espacial do bilionário Elon Musk. Com fortuna [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.