Edição nº 1147 18.11 Ver ediçõs anteriores

“Meules” é a mais cara obra impressionista

“Meules” é a mais cara obra impressionista

Pintado por Claude Monet (1840-1926) dentro da série impressionista “Palheiros”, de 1890, que retrata montes de feno nos campos, “Meules” é o quadro do pintor a alcançar o maior valor em um leilão: US$ 97 milhões. Com impostos e comissões, o valor final chega a US$ 110,7 milhões, o dobro da estimativa inicial e 44 vezes o que foi pago pela mesma obra no leilão de 1986, promovido pela mesma Sotheby’s. A série “Palheiros” é composta de 25 obras, 17 das quais estão em instituições públicas como Metropolitan (Nova York), Museu d’ Orsay (Paris) e Instituto de Arte (Chicago). O leilão durou oito minutos e foi intensamente disputado por seis compradores, até se tornar a nona obra mais cara já vendida pela Sotheby’s — e a primeira pintura impressionista a superar US$ 100 milhões.

(Nota publicada na Edição 1122 da Revista Dinheiro)


Mais posts

A luxuosa suíte Kipling, um local que respira literatura

Por quase 200 anos, o primeiro hotel de Londres, o Brown’s Hotel, tem desempenhado um papel significativo na história literária, [...]

A Cartier não decepciona

A Cartier Baignoire, casa de artigos de luxo francesa, nunca teve problemas para atrair mulheres. Este ano foi uma das poucas marcas [...]

Perca peso em cadeira de luxo

A empresa F.Way em parceria com a empresa japonesa Kokuyo, umas das líderes mundiais em mobiliário corporativo, traz com exclusividade [...]

Caranguejo-da-neve mais caro do mundo

A temporada de caranguejos no Japão começou com um estrondo. Isso porque um crustáceo capturado nas águas da cidade de Tottori foi [...]

Sustentabilidade e estilo

A Scooter&Cia, importadora de veículos elétricos, traz para o mercado brasileiro uma linha de scooters imersas na inspiração [...]
Ver mais