Edição nº 1126 20.06 Ver ediçõs anteriores

“Meules” é a mais cara obra impressionista

“Meules” é a mais cara obra impressionista

Pintado por Claude Monet (1840-1926) dentro da série impressionista “Palheiros”, de 1890, que retrata montes de feno nos campos, “Meules” é o quadro do pintor a alcançar o maior valor em um leilão: US$ 97 milhões. Com impostos e comissões, o valor final chega a US$ 110,7 milhões, o dobro da estimativa inicial e 44 vezes o que foi pago pela mesma obra no leilão de 1986, promovido pela mesma Sotheby’s. A série “Palheiros” é composta de 25 obras, 17 das quais estão em instituições públicas como Metropolitan (Nova York), Museu d’ Orsay (Paris) e Instituto de Arte (Chicago). O leilão durou oito minutos e foi intensamente disputado por seis compradores, até se tornar a nona obra mais cara já vendida pela Sotheby’s — e a primeira pintura impressionista a superar US$ 100 milhões.

(Nota publicada na Edição 1122 da Revista Dinheiro)


Mais posts

O alto custo da paz

Em meio à rotina agitada, o caos digital e barulho das cidades fica difícil encontrar um momento de paz e relaxamento. Com isso em [...]

Em Londres, um menu de obras primas

O Scott’s, melhor restaurantes de peixes em Mayfair, Londres, é famoso por ter sido frequentado por celebridades como Ian Fleming, [...]

Uma ilha para chamar de sua a 30 minutos de Manhattan

Morar em uma ilha a meia-hora de uma das maiores cidades do mundo é o sonho de muita gente que busca tranquilidade depois de um longo [...]

O Rolls-Royce que é um avião

A Rolls-Royce apresentou no Concorso d’Eleganza Villa d’Este, realizado de 24 a 26 de maio em Como, Itália, o Wraith Eagle VIII, carro [...]

IWC reformula seu clássico

A IWC, fabricante suíça de relógios, atualizou um dos seus clássicos mais vendidos: o Pilot’s Watch Chronograph, modelo que faz parte [...]
Ver mais