Geral

Mesmo com seca e calor recorde, incêndios florestais no DF caem 50%

Crédito: Divulgação/Instituto Brasília Ambiental

Incêndios florestais (Crédito: Divulgação/Instituto Brasília Ambiental)

O Distrito Federal (DF) chegou ao fim do período crítico da seca, quando ocorre maior número de incêndios florestais, com cerca de 50% a menos de área queimada nas unidades de conservação, se comparadas ao ano passado.

Este ano, segundo levantamento do Programa de Monitoramento de Áreas Queimadas nos Parque e Unidades de Conservação (Promaq), do Instituto Brasília Ambiental, até o dia 4 de outubro foram registradas 243 ocorrências de incêndio florestais e uma área total de 1.688 hectares, em 45 parques e unidades de conservação.

+ País tem alta de incêndios em hospitais
+ Pantanal e Amazônia registram recorde de queimadas em outubro

Em 2019, a área atingida nos parques ecológicos e unidades de conservação até o final de setembro chegou a 3.172 hectares.



Foram R$ 3 milhões liberados pelo Governo do DF para execução do Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais.

Segundo o GDF, a redução dos focos de incêndios florestais nas unidades de conservação tem como reflexo a adoção de medidas prévias, como aumento do efetivo de brigadistas florestais – com a admissão de 148 profissionais, além de campanhas educativas.

Outra ação foram os aceiros mecânicos em 25 unidades de conservação, estratégia que retira o material combustível, no caso a vegetação seca, impedindo que o fogo se alastre e, a queima prescrita (fogo controlado de áreas) em todas as unidades de conservação e no Parque Nacional de Brasília. Foram mais de 4,6 mil hectares de queima prescrita.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, no DF, os incêndios florestais são causados, em sua maioria, pela queima de lixo, de entulhos ou restos de poda. E ainda por pontas de cigarros acesas jogadas na vegetação ou fogueiras, situações em que se constituem como crime ambiental.

Ao perceber a presença de fumaça e focos de incêndio, a população pode ligar para o Corpo de Bombeiros, pelo número 193.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel