Economia

Merkel diz que UE fará juízo sobre adiar Brexit após ouvir avaliação de May

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, destacou em sua chegada para a cúpula do Conselho Europeu, em Bruxelas, que os chefes de governo dos 27 Estados-membros remanescentes na União Europeia após o Brexit farão o seu “juízo” sobre o pedido do Reino Unido por um prazo estendido após ouvirem a avaliação da primeira-ministra Theresa May sobre a situação em seu próprio território.

Assim como no pronunciamento que realizou no Bundestag (o Parlamento alemão) no início desta manhã, Merkel reforçou que a UE deve se esforçar para encontrar uma solução que leve a uma separação ordenada “até o último minuto”.

Poucos minutos antes, May evitou responder diretamente às perguntas de repórteres sobre se estaria disposta a conduzir uma saída britânica sem acordo em 29 de março na hipótese de o Parlamento britânico rejeitar o seu acordo pela terceira vez, em uma eventual nova tentativa na semana que vem.

A possibilidade de uma separação turbulenta daqui a oito dias se desenha na medida em que, diante do pedido da líder conservadora por um adiamento do divórcio para 30 de junho, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, afirmou que os 27 Estados-membros poderiam concedê-lo, mas sob a condição de que a Câmara dos Comuns desse o seu “sim” à proposta já negociada entre Londres e Bruxelas.

Se o Reino Unido recebesse uma extensão “curta” do prazo, disse May, então o Parlamento britânico teria o tempo para entregar o resultado do plebiscito ao povo.

Tópicos

Brexit Merkel