Negócios

Mercedes-Benz usa GPS de carros para localizar clientes em débito

Rastreamento e apreensão de veículos com base nos sistemas de localização reascendeu debate sobre direito a privacidade. Marca afirma que prática é feita em casos específicos

Mercedes-Benz usa GPS de carros para localizar clientes em débito

A Mercedes-Benz afirmou que os clientes concordam em ter os carros rastreados ao assinarem o contrato de financiamento

A Mercedes-Benz está usando o sistema de localização para rastrear e recuperar veículos de clientes em débito no Reino Unido. A prática foi admitida pelos executivos da montadora e reascendeu o debate sobre os direitos a privacidade. Segundo reportagem da CNN, lideranças políticas e sociais britânicas estão pedindo para que o governo investigue a prática.

A companhia afirmou que os clientes concordam em ter os carros rastreados ao assinarem o contrato de financiamento. Em nota, a Daimler – empresa que controla a Mercedes-Benz, disse que o rastreio e reintegração são para casos específicos.

“Esse processo de reintegração de posse é usado em alguns casos excepcionais e apenas como último recurso, quando os clientes deixam de cumprir seus contratos de financiamento ou não cumprem repetidamente os pedidos de devolução do veículo”.

Uma das representantes da Liberty, entidade social em defesa dos direitos humanos, Hannah Couchman, afirmou que a vigilância é problemática pelo risco do uso dessas informações de maneira criminosa.

“Esse crescente crescimento da vigilância no setor privado é particularmente perturbador quando os clientes não têm ideia de que estão sendo rastreados dessa maneira”, afirmou.

Desde março do ano passado, todos os carros produzidos na União Europeia devem estar equipados com o eCall, um sistema de transmissão de dados e localização. Segundo os legisladores, o dispositivo só poderia ser usado em casos de emergência e com a divulgação restrita de dados.

 

Tópicos

Mercedes-Benz