Economia

Mercado ignora Fitch, Inter protocola pedido de IPO e abril deve ser aquecido

O banco Inter, da família que controla a construtora MRV, formalizou nesta sexta-feira, 23, seu pedido junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), para realizar sua oferta inicial de ações (IPO), que deve ocorrer em abril próximo. O protocolo ocorre no mesmo dia em que a agência de classificação de riscos Fitch rebaixou a nota de crédito do Brasil de BB para BB-, seguindo o movimento da S&P, no mês passado.

A percepção, conforme fontes, é de que o novo rebaixamento não trará nenhum efeito à fila de oferta de ações que está hoje nos bancos de investimento, programada para ir à rua ainda no primeiro semestre deste ano. O mês de abril deverá ser o mais aquecido, com nomes fortes como Notredame Intermédica e HapVida, ambas do segmento de saúde. Já a varejista de brinquedos Hi Happy é esperada para lançar sua oferta no fim de março. Segundo uma fonte de um banco de investimento, as agências não enxergaram o momento de reversão da economia brasileira.

No caso do banco Inter, a minuta do prospecto preliminar ainda não traz quantas ações serão ofertadas e o valor da operação, apenas que a emissão será primária, ou seja, com entrada de recursos no caixa da empresa, e secundária, com venda de ações pelos atuais acionistas, como Rubens Menin, que também é presidente do Conselho de Administração da MRV.

O documento mostra que as ações do banco Inter devem ser listadas no Novo Mercado, que é o segmento de maior exigência de governança corporativa da B3.

O Inter é um banco digital e em janeiro tinha 435 mil clientes, conforme seu prospecto. “As operações completamente digitais e 100% baseadas na nuvem garantem ao banco um alto poder de penetração e crescimento com uma estrutura de capital leve e com baixo custo de aquisição para cada novo cliente”, de acordo com o documento.

No ano passado o lucro líquido do banco foi de R$ 47 milhões, aumento de 85% ante o visto um ano antes. O ativo total fechou o ano em R$ 3,6 bilhões, crescimento de 12,3% na relação anual.

O banco afirma que utilizará os recursos provenientes da oferta primária para incrementar suas operações de crédito, investir em tecnologia, em marketing e expandir em negócios por meio de aquisições estratégicas.

As ofertas neste ano devem se concentrar no primeiro semestre para evitar a volatilidade que deve surgir com as eleições no segundo semestre do ano.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança

Tópicos

abril Inter IPO