Geral

Menos de 44% do que a Caixa arrecada com a Mega-Sena vai para o prêmio

A Caixa Econômica Federal vai sortear na noite desta quarta-feira, 18, um prêmio de R$ 120 milhões da Mega-Sena, que está acumulada há 12 concursos. O ganhador receberá o prêmio já livre de impostos. Se todo o valor for depositado na caderneta de poupança, será possível receber rendimento de R$ 408 mil por mês.

Apesar de alto, este prêmio da Mega-Sena corresponde a apenas uma parcela da arrecadação feita pela Caixa nos concursos anteriores, que acumularam, e no atual.

Pelas regras em vigor, somente 43,79% do que é arrecadado forma o chamado “prêmio bruto” da Mega-Sena. Outros 19,13% vão para despesas de custeio e manutenção de lotéricas.

O restante é repassado ao governo federal, que usa os recursos para ajudar a bancar uma série de despesas sociais, e a entidades setoriais.

Do total arrecadado, 17,32% vai para a Seguridade Social e 6,80% para o Fundo de Segurança Pública. Outros 3% vão para o Fundo Penitenciário e 2,49% para o Ministério do Esporte. Já o Fundo Nacional de Cultura recebe 2,91%.

Parte dos recursos também é repassada para o Comitê Olímpico Brasileiro (1,73%), às secretarias de Esportes dos Estados (1%), ao Comitê Paraolímpico Brasileiro (0,96%), ao Comitê Brasileiro de Clubes (0,50%), à Confederação Brasileira do Desporto Escolar (0,22%), à Confederação Brasileira do Desporto Universitário (0,11%) e à Confederação Nacional dos Clubes (0,04%).

Apostas

Uma aposta simples na Mega-Sena, de seis números, custa R$ 3,50 nas lotéricas. Se apenas uma pessoa ganhar o prêmio de R$ 120 milhões com um jogo simples, isso representará uma valorização de 3.428.571.329% do investimento inicial.

Pela internet, no site da Caixa, também é possível realizar apostas.