Giro

Média de reajustes salariais sequer acompanhou inflação, aponta Fipe

Crédito: Pixabay

Reajuste salarial nem sempre acompanha a inflação do ano anterior (Crédito: Pixabay)

Um levantamento feito com base nos reajustes dos salários dos trabalhadores em fevereiro mostrou que menos da metade das negociações trabalhistas resultaram em ganho real – quando o reajuste é feito acima da inflação do ano anterior.



O Salariômetro, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), apontou que 55,7% das negociações terminaram com reajustes salariais abaixo da inflação, ou seja, com perda real. Somente 15,1% dos reajustes equipararam o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e 29,9% superaram a inflação.

+ Salário mínimo do estado de São Paulo sobe para R$ 1.284

A média dos reajustes ficou na casa dos 9,5%, abaixo do acumulado no INPC, que foi de 10,6% em 2021.

O levantamento da Fipe é feito com base em informações do Ministério da Economia e indicou que o piso médio oferecido nas negociações foi de R$ 1.444.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!