Economia

Média de pagamento na renegociação de dívidas ficou perto de R$ 500, diz Caixa

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou nesta quarta-feira, 12, durante entrevista à imprensa, que no programa de renegociação de dívidas promovido pela instituição a média de pagamento ficou em “R$ 500 ou R$ 600”.

Ele lembrou que, há algumas semanas, a Caixa anunciou um programa de renegociação de crédito, que favorece 3 milhões de pessoas. “Mais de 125 mil pessoas, em pouco mais de uma semana, voltaram a ter autonomia financeira”, disse ele, em referência às pessoas físicas que renegociaram a dívida com o banco público. Estão no escopo do programa de renegociação pessoas com dívidas de até R$ 2 mil. “O desconto médio (na dívida) foi de 82,78%”, afirmou.

“Na semana passada, anunciamos a segunda medida de renegociação de dívida, de 600 mil imóveis. Dá também mais de 2 milhões de beneficiados”, pontuou Guimarães. “São imóveis também atrasados há mais de um ano, inclusive do Minha Casa. Com uma prestação paga, você formaliza tudo.”

Guimarães afirmou que, até agora, cerca de 25 mil imóveis entraram neste processo de renegociação.

A Caixa pretende, no entanto, fazer uma campanha na mídia para tratar dessas renegociações.

Indexador

O presidente da Caixa voltou a dizer que estuda mudar o indexador do crédito imobiliário, hoje a TR. Ele afirmou que a discussão é “em cima do IPCA”, mas disse que o tema ainda está em estudo. “Não faz sentido emprestar por 30 anos com indexador que não tem hedge. Não tem indexador de TR”, afirmou.

De acordo com Guimarães, o foco do banco é ser “social”, com a concessão de crédito a empresas menores.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?