Edição nº 1142 14.10 Ver ediçõs anteriores

Mea culpa da Netshoes

Mea culpa da Netshoes

A Netshoes vai entrar em contato com quase 2 milhões de pessoas afetadas por um ataque cibernético sofrido pela empresa em dezembro do ano passado. Os clientes do site de roupas e materais esportivos tiveram seus códigos de acesso vazados na internet. Os dados permitem obter informações como nome, endereços, números de CPF e compras realizadas pelos clientes no e-commerce. A decisão de notificar os usuários foi recomendada pelo Ministério Público em janeiro, após o órgão instaurar um inquérito para investigar a invasão. Nesta semana, a companhia comandada por Marcio Kumruian decidiu acatar a recomendação e espera entrar em contato com todos os consumidores afetados até o fim de abril.

(Nota publicada na Edição 1059 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Bate-papo em ascensão

(Nota publicada na Edição 1142 da Revista Dinheiro)

“South Park” banido na China

Em sua 23a temporada, a série animada “South Park” centrada em quatro crianças e que satiriza a sociedade contemporânea – a americana [...]

Deepfake, mas pode chamar de pornfake

Segundo reportagem da CNN, cerca de 96% dos deepfakes – vídeos com alto poder de manipulação de imagem e/ou som de pessoas a partir de outros vídeos – consistem em conteúdo pornográfico. Os especialistas da Deeptrace, empresa especializada em segurança cibernética, encontraram pelo menos 14 mil deepfakes vídeos on-line em uma pesquisa recente, aumento de […]

Um bilionário envergonhado. Isso sim é unicórnio

Dois dos principais investimentos do SoftBank, Uber e WeWork, têm se mostrado decepcionantes. As ações da Uber caíram mais de 30% desde [...]

0,83 segundo

Tempo que levará para carregar o distrito de Manhattannum game do Homem Aranha rodando no PlayStation 5 contra 8,3 segundos do PS4. O [...]
Ver mais