Economia

MDIC diz trabalhar junto ao Ministério da Fazenda a volta do Reintegra este ano

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, afirmou nesta quarta-feira, 9, que sua pasta trabalhou junto ao Ministério da Fazenda pela volta do Reintegra com alíquota de 2% neste ano e que, para o próximo ano, segue trabalhando pela sua manutenção ou ampliação para o próximo ano. “Estamos trabalhando nessa medida”, afirmou Pereira, em discurso na abertura do Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex 2017), organizado pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), no Rio.

Pouco antes da fala de Pereira, o presidente da AEB, José Augusto Castro, pediu a ampliação da alíquota do Reintegra para 5%. “O Reintegra não caracteriza renúncia fiscal nem subsídio”, disse Castro, ouvido pelo presidente Michel Temer, que participou da cerimônia.

Em seu discurso, Pereira afirmou ainda que a pasta tem trabalhado para impulsionar o comércio exterior. O ministro lembrou que o Brasil está assumindo a presidência rotativa do Mercosul e previu a conclusão do acordo de livre comércio com a União Europeia (UE) até o fim do ano.

“Buscaremos imprimir ritmo acelerado para recuperar o tempo perdido e, quiçá, apresentar (o acordo entre Mercosul e UE) às margens da reunião da OMC em Buenos Aires”, disse Pereira.

O ministro comentou ainda que sua pasta reforçou o diálogo com “diversos países com foco na conclusão de acordo comerciais”. Pereira disse que visitou 15 países em 15 meses, representando o Brasil em encontros internacionais. Ele citou negociações com México, Canadá, África do Sul, além dos vizinhos que participam da Aliança do Pacífico e do acordo firmado com a Colômbia.

Pereira comemorou ainda os dados positivos da balança comercial. “Estamos caminhando para o segundo ano consecutivo de superávit na conta petróleo”, disse o ministro, destacando que no acumulado de 2017, o superávit da conta petróleo já passa de US$ 3 bilhões, e ficará “muito acima” dos US$ 409 milhões de 2016.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?