Tecnologia

Mastercard investiga Pornhub por alegações de abuso de crianças

Crédito: Reprodução/Instagram Pornhub

O Pornhub negou as alegações de abuso infantil (Crédito: Reprodução/Instagram Pornhub)

A Mastercard está investigando alegações contra o Pornhub, site especializado em pornografia. O fato ocorreu após uma coluna do New York Times, nesta sexta-feira (4), ter acusado o site pornográfico de acolher vídeos na sua plataforma que retratam o abuso infantil e o comportamento sexual não-consensual. As informações foram divulgadas pela CNN Business.

A companhia de cartões de crédito, que aceita pagamentos no site, afirmou no domingo (6) que tem “tolerância zero para atividades ilegais” na sua rede e que trabalha em colaboração com as autoridades policiais e organizações como o Centro Nacional e Internacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas (NCMEC) para detectar e prevenir esses tipos de transações.

+ Mastercard promete desembolsar US$ 500 mi para inclusão financeira de negros nos EUA
+ Mastercard: Pagamentos por aproximação ultrapassam 19 milhões no mês de junho

O Pornhub negou as acusações e disse que qualquer afirmação de que a empresa permite o material sobre abuso sexual infantil na sua plataforma é “irresponsável e falsa”.



Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel