Economia

Massa de salários em circulação na economia cai R$ 9,391 bi em 1 ano, diz IBGE

A perda de trabalho por milhões de brasileiros derrubou a massa de salários em circulação na economia durante a pandemia do novo coronavírus. A massa de salários em circulação na economia encolheu R$ 9,391 bilhões no período de um ano, para R$ 203,519 bilhões, uma queda de 4,4% no trimestre encerrado em junho de 2020 em relação ao mesmo período de 2019.

Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com o trimestre terminado em março, a massa de renda real encolheu 5,6%, com R$ 12,017 bilhões a menos.

O rendimento médio dos trabalhadores ocupados teve alta de 3,6% na comparação com o trimestre até março, R$ 160 a mais.

Em relação ao trimestre encerrado em junho do ano passado, a renda média subiu 4,6%, R$ 110 a mais, para R$ 2.500.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?