Giro

Marinha procura jornalista britânico e indigenista desaparecidos na Amazônia

Crédito: Arte Cristiano Siqueira / Reprodução / Redes Sociais

O jornalista britânico Dom Philips e o indigenista Bruno Pereira desapareceram enquanto trabalhavam em uma região remota da floresta amazônica (Crédito: Arte Cristiano Siqueira / Reprodução / Redes Sociais )



Por Anthony Boadle

BRASÍLIA (Reuters) – A Marinha brasileira destacou nesta segunda-feira uma equipe de dez pessoas para procurar o jornalista britânico Dom Philips e o indigenista Bruno Pereira, que desapareceram enquanto trabalhavam em uma região remota da floresta amazônica, perto da fronteira com o Peru.

A assessora da Marinha na cidade de Tabatinga, na região da fronteira, Cibelly Lopes disse que a embarcação da Marinha chegaria à base isolada de Atalaia do Norte por volta das 19h. A equipe da Marinha se dirigiria então à comunidade ribeirinha de São Gabriel, onde os dois homens foram vistos pela última vez, na manhã de domingo.

A Polícia Federal informou em nota que também trabalha para localizar a dupla. Um membro da PF em Tabatinga disse na tarde desta segunda que ainda não havia informações sobre o paradeiro dos dois, ou sobre o que pode ter acontecido.




Phillips, um jornalista freelancer de 57 anos que escreve há anos sobre o Brasil para o jornal britânico The Guardian, os norte-americanos Washington Post e o New York Times, entre outros, estava em viagem de reportagem pelo Vale do Javari com Pereira, considerado um dos maiores especialistas do Brasil em tribos isoladas.

Brasil tem 43,8% da população total imunizada com a 3ª dose contra a covid

O Vale do Javari é terra do maior número de povos indígenas isolados, que habitam uma área do tamanho da Irlanda, ameaçada por mineradores, madeireiros e caçadores ilegais, além de grupos cada vez mais presentes de cocaleiros, que produzem materiais brutos para a cocaína.


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, líder nas pesquisas para as eleições de outubro, falou sobre o desaparecimento no Twitter: “Espero que sejam encontrados logo, que estejam bem e em segurança”.

Em uma nota detalhada sobre o desaparecimentos dos dois, a União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) afirmou que eles haviam recebido ameaças nos últimos dias. Não ficou claro se as ameaças foram feitas a membros da Univaja ou a Phillips e Pereira.

A Survival International, uma ONG em defesa dos povos indígenas, disse que Pereira recebeu ameaças por causa de seus muitos anos de trabalho com comunidades indígenas “o que torna a necessidade de uma ação imediata para localizá-los ainda mais urgente”.

Carlos Martinez de la Serna, diretor do Comitê para a Proteção dos Jornalistas de Nova York, afirmou em comunicado que o desaparecimento de Phillips é “extremamente preocupante” e pediu às autoridades brasileiras que localizem os dois homens rapidamente.

“Jornalistas que relatam questões indígenas estão fazendo um trabalho crucial e têm de poder fazê-lo sem temer por sua segurança”, disse ele.

A Univaja informou que os dois homens viajavam em um pequeno barco com um motor de 40 cavalos, mas que a área era de difícil penetração por conta da floresta densa e vegetação aquática. Dois grupos da Univaja também foram enviados para procurar pelo indigenista e pelo jornalista.

Um porta-voz do Escritório de Relações Exteriores do Reino Unido afirmou que eles estão em contato com as autoridades brasileiras após as informações sobre o desaparecimento do jornalista britânico.






Tópicos

ação imediata Amazônia ameaças Atalaia do Norte autoridades brasileiras base isolada base isolada de Atalaia do Norte caçadores ilegais Carlos Martinez de la Serna Cibelly Lopes cidade de Tabatinga cocaína cocaleiros comunidade ribeirinha comunidade ribeirinha de São Gabriel comunidades indígenas defesa dos povos indígenas desaparecidos desaparecidos na Amazônia desaparecimento desaparecimento de Phillips desaparecimento do jornalista britânico diretor do Comitê para a Proteção dos Jornalistas de Nova York Dom Philips eleições de outubro embarcação da Marinha equipe da Marinha ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Floresta Amazônica floresta densa fronteira com o Peru indigenista indigenista Bruno Pereira Irlanda jornal britanico jornalista britânico jornalista britânico Dom Philips jornalista freelancer jornalistas líder nas pesquisas líder nas pesquisas para as eleições de outubro madeireiros Marinha Marinha brasileira materiais brutos membros da Univaja mineradores Motor motor de 40 cavalos New York Times norte-americanos ONG ONG em defesa dos povos indígenas paradeiro pequeno barco PF phillips Polícia Federal porta-voz porta-voz do Escritório de Relações Exteriores do Reino Unido Povos Indígenas povos indígenas isolados preocupante Questões Indígenas região da fronteira região remota região remota da floresta amazônica Reino Unido Relações Exteriores do Reino Unido São Gabriel segurança Survival International Tabatinga The Guardian trabalho com comunidades indígenas trabalho crucial tribos isoladas Twitter União dos Povos Indígenas Univaja Updated urgente Vale do Javari vegetação aquática Washington Post