Geral

Marco do saneamento permitirá maior concorrência no setor, diz ministro

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, disse nesta sexta-feira, 6, que a medida provisória que atualiza o marco legal do saneamento vai permitir maior concorrência entre empresas de saneamento estatais e o setor privado.

Sem dar detalhes das mudanças, o ministro afirmou que a medida dará mais celeridade para o licenciamento ambiental das obras de saneamento, mas disse que continuará havendo necessidade do licenciamento para o início das obras. “O desejo do governo federal é promover uma reformulação do saneamento básico no Brasil”, salientou.

O ministro disse ainda que a MP dará segurança jurídica para entes que resolverem vender empresas de saneamento prevendo, por exemplo, que contratos vigentes possam ser mantidos em caso de privatização.

Outra mudança é que a medida exigirá que cidades e Estados que recebem recursos federais submetam o setor de saneamento à regulamentação da Agência Nacional de Águas (ANA). Hoje, é responsabilidade das secretarias municipais e estaduais regular o setor.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?