Giro

Marca de pijamas nos EUA incentiva mulheres a votar da cama

Crédito: Reprodução/Instagram

A Lunya ampliou a ideia de ficar em casa ao votar sem sair dela (Crédito: Reprodução/Instagram)

A Lunya, marca de pijamas para “mulheres modernas”, como diz o bordão da empresa, lançou campanha para que as norte-americanas votem nas eleições deste ano. A ideia é incentivar o público feminino a votar nem que seja da cama e aumentar a participação eleitoral.

Nos EUA, o voto não é obrigatório e, com a pandemia da covid-19, as pessoas poderão votar pelos Correios. Próximo do período que vai definir quem será o comandante da Casa Branca em 2021, movimentos pró-voto se espalharam por todo o país e contam com o apoio de celebridades e marcas de expressão no mercado.

+ Convenção republicana: mais do que nunca um assunto de família
+ Com indicação oficial dos republicanos, Trump espera relançar sua campanha contra Biden
+ Serviço postal dos EUA suspende reformas acusadas de dificultar voto por correio

Agora, com essa adequação da vida cotidiana, a Lunya conectou a ideia do slogan “Ficar em casa é o novo sair” com o “Vote da cama”. Na verdade, o slogan da campanha “Vote Good in Bed” mostra a palavra “Vote” em desenho diferente do “good in bed”, o que atrai a atenção por sugerir uma brincadeira ousada com um segundo significado da expressão “good in bed”, que seria “bom de cama”.

A estratégia da marca é bem simples, segundo o Media Post: os clientes inserem um número de celular para se registrarem no sistema da empresa e são orientados sobre como pedir uma cédula de ausência física no local de votação.



Por meio dessa cédula de voto em trânsito, as pessoas definem seus candidatos e enviam ao Tribunal Eleitoral de sua região. A campanha contará com hashtags no Instagram e no TikTok para lembrarem as pessoas das datas de votação.

Mais de 400 organizações estão na campanha pelo voto, como More Than A Vote, do jogador de basquete Lebron James; Tapestry, Best Buy, GAP, PayPal, Target e Walmart.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago