Economia

Mansueto: Para aprovar reforma tributária será preciso diálogo político

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que o governo vai precisar de muito diálogo político para aprovar uma reforma tributária. Segundo ele, o desafio é reduzir o número de impostos e acabar com a cumulatividade e a regressividade, além de simplificar as regras tributárias para que elas sejam sujeitas a interpretações e mudanças frequentes.

“O que se paga em imposto de renda deve depender da renda, e não do tipo de contrato de trabalho”, afirmou, em webinar promovido pelo site Focus.Jor.

Sobre a ajuda a Estados e municípios em meio à pandemia, Mansueto afirmou que essa é uma obrigação da União e que tanto a equipe econômica quanto o presidente Jair Bolsonaro entendem isso. O secretário afirmou que a maioria dos governadores entendeu a necessidade de não reajustar salários.

A ajuda, segundo Mansueto, será de R$ 60 bilhões, dividida em quatro transferências, considerando o período mais crítico da pandemia. Além disso, os Estados não precisarão pagar o serviço da dívida até o fim do ano e também poderão renegociar termos com bancos públicos.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança