Estilo

Maison Dior transforma bolsas em obras de arte

Crédito: Divulgação

ZHANG HUAN Com a coleção Sakura Field, o artista chinês recriou a bolsa Lady Dior usando miçangas e lantejoulas (Crédito:Divulgação)
Divulgação

Se é verdade que clássicos nunca saem de moda, nem por isso eles prescindem de ser reinventados. Manter atual — e surpreendente — uma das peças mais cobiçadas da Dior é o espírito da iniciativa Dior Lady Art. No final de 2021, em sua sexta edição, a maison reuniu 11 artistas, de diferentes nacionalidades, para releituras da bolsa eternizada pela princesa Diana (1961-1997) e que se tornou objeto de desejo em todo o mundo. Um dos convidados para recriar a peça foi o chinês Zhang Huan, que vive entre Xangai e Nova York. Sua coleção inclui as minibolsas batizadas com o nome Sakura Field. Elas são bordadas com miçangas e lantejoulas em estampas que remetem a um campo de flores povoado de máscaras budistas ­— uma paisagem encantada que, segundo o artista, combina passado e futuro. Nos Estados Unidos, as bolsas assinadas por Huan estão à venda a preços que vão de US$ 5,4 mil a US$ 12,5 mil. Mas não é preciso ir até lá para comprar uma delas. As lojas da Dior no Brasil também oferecem as criações do artista. Aqui, porém, os preços são sob consulta. (Renata Duffles)