Edição nº 1134 19.08 Ver ediçõs anteriores

Mais vinho, por favor!

Mais vinho, por favor!

O baixíssimo consumo de vinho no Brasil – apenas 1,9 litro por habitante por ano, contra 20,1 litros na vizinha Argentina, por exemplo – está na base da criação da Pró-Vinho. A iniciativa, criada pelo consultor Márcio Marson e lançada na terça-feira 29, em São Paulo, tem o grande mérito de unir associações que antes costumavam brigar entre si. Fazem parte da Pró-Vinho a ABBA, que representa os importadores de bebidas; o Ibravin, dos produtores de vinhos brasileiros; a Abras, dos supermercados; e a Abrasel, de bares e restaurantes. A ideia do grupo é promover a cultura e, principalmente, o consumo do vinho no Brasil – hoje o 17º mercado da bebida no mundo em volume.

(Nota publicada na Edição 1106 da Revista Dinheiro, com colaboração de: Felipe Mendes)


Mais posts

Que tiro foi esse?

Se existe um presidente de empresa feliz da vida no Brasil, esse é Salesio Nuhs, CEO da fabricante de armas Taurus. As vendas cresceram [...]

Do turismo ao imóvel

O empresário Valter Patriani, cofundador da agência de viagens CVC, ao lado de Guilherme Paulus, vendeu recentemente sua participação [...]

A moda do cacau saudável

No início de 2017, surgiu no mercado a Dengo Chocolates, marca do empresário Guilherme Leal, cofundador da Natura, com a proposta de [...]

Tudo que reluz

O mercado de gemas e metais preciosos defende uma simplificação dos tributos que incidem sobre as joias, com a Reforma Tributária. Por [...]

Na carona dos investimentos

A Valemobi, empresa de tecnologia para o mercado financeiro, vai apostar no TradeMap, uma plataforma digital que se propõe a conectar [...]
Ver mais