Economia

Mais provável é nova reunião em Pequim sobre comércio em breve, diz Mnuchin

Secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin foi questionado durante audiência em uma comissão do Senado sobre o cenário nas negociações comerciais com a China. Em sua fala, Mnuchin fez um histórico das negociações dos dois últimos anos, comentando brevemente o quadro atual. Segundo ele, o mais provável é que ocorra “no futuro próximo” uma nova reunião em Pequim, para prosseguir com o diálogo. Além disso, a autoridade reforçou que o presidente Donald Trump pretende se reunir com o líder chinês, Xi Jinping, durante a cúpula do G-20 no Japão, no fim de junho.

Mnuchin comentou, porém, que enquanto isso Trump lançará mão de tarifas, a fim de garantir comércio justo com os chineses. O secretário comentou que houve uma reunião “construtiva” com o vice-premiê Liu He em Washington recentemente, mas disse que ainda há trabalho pela frente para se chegar a um acordo.

Segundo Mnuchin, havia a avaliação no governo americano de que se estaria perto de um “acordo histórico”. Trump, porém, reclamou do que seria um recuo de última hora dos chineses em vários pontos, o que levou o presidente a impor a mais recente rodada de tarifas contra produtos da nação asiática.