Poder

Mais incentivo

Ferrovias



 

Concessionárias de ferrovias, como  Vale, MRS e ALL, intensificaram a pressão para convencer o governo a ampliar os prazos de carência e de financiamento ao setor, no BNDES. O Ministério do Desenvolvimento já deu sinal verde à proposta. O próximo passo é ganhar o apoio da Fazenda e da Câmara de Gestão e Competitividade, presidida pelo empresário Jorge Gerdau. Com a perspectiva de expansão da malha ferroviária em 11 mil quilômetros até 2025, o setor deve investir R$ 9,5 bilhões nos próximos dez anos.

 

38.jpg



 

 


Telecomunicações


Conta salgada

 

O setor de telefonia celular pode ter de pagar R$ 6 bilhões aos Estados. Entre 1998 e 2007, as operadoras cobravam dos clientes taxas sobre alguns serviços, mas não incluíram o ICMS na conta. As 27 unidades da federação querem receber essa fatura. O placar no julgamento no STJ, que será retomado dia 13, já estava 3 a 0 a favor dos governos. Faltam 4 votos.

 

 

 


Rio+20


Greve?

 

Sem orçamento para conceder aumento, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, tenta impedir a greve dos auditores da Receita Federal no dia 18. Ela teme que a paralisação prejudique as fiscalizações da aduana durante a Rio+20, que vai durar até o dia 22. 

 

39.jpg

 

 

 

Comércio eletrônico


Bolo maior na partilha

 

Os partidos já fecharam acordo para votar, neste mês, o projeto que prevê a divisão do ICMS entre os Estados de origem e os de destino sobre as vendas online. Atualmente, todo o ICMS é recolhido no Estado onde a loja está sediada. Com a mudança, 12% serão pagos no destino e 5% na origem.

 

40.jpg

 

 

 

Exportações


Carnes com benefícios

 

Os setores de carne bovina, suína e de frango emplacaram na MP 564 – que traz os benefícios da segunda fase do Plano Brasil Maior – uma emenda que os inclui entre as indústrias incentivadas. O texto, que deve ser votado na Câmara nas próximas semanas, desonera a folha de pagamento, com alíquota de 1% sobre faturamento. 

 

41.jpg

 

 


Aliados


Base calada

 

Apesar das promessas, pouco mudou na relação da presidenta Dilma Rousseff com a base aliada, que só foi chamada no dia da mudança das regras da poupança – sem direito a palpite. Descontentes, líderes avaliam que, caso o governo os ouvisse mais, haveria menos desgaste na discussão de projetos econômicos, como as novas MPs do Brasil Maior, que devem ser votadas até o fim do mês.

 

42.jpg

 

 

 

Notas

 

O fraco desempenho da economia brasileira nos primeiros meses do ano pode ter consequências no emprego – a grande âncora do crescimento do consumo. Essa foi uma das motivações que levaram o governo a aumentar o IPI para motos, aparelhos de ar-condicionado e micro-ondas importados neste mês. As indústrias da Zona Franca de Manaus já demitiram 8.673 trabalhadores até abril,  7% da força de trabalho total.

 

Os escritórios de advocacia estão otimistas com a nova lei antitruste, que criou o Supercade. A expectativa é de que as fusões e aquisições aumentem a partir das novas regras, o que fará crescer a procura por assistência jurídica. Os advogados esperam faturar até o dobro com honorários cobrados das grandes empresas., que, pela lei antiga, variavam entre R$ 40 mil e R$ 3 milhões.

 

 

Colaboraram: Guilherme Queiroz e Cristiano Zaia 


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?