Economia

Mais de 7 milhões de trabalhadores já tiveram redução de salário ou contrato suspenso

Crédito: Divulgação

A medida prevê a redução das jornadas de trabalho por até 90 dias (Crédito: Divulgação)

Devido à crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus, o Brasil já tem mais de 7,2 milhões de trabalhadores formais que tiveram uma redução de salário ou jornada. Segundo dados da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, ligada ao Ministério da Economia, o número representa mais de 20% do total de funcionários contratados, ou 20 a cada 100 pessoas.

A previsão do governo é que o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm), instituído pela Medida Provisória 936, atenda 24,5 milhões de trabalhadores formais. A estimativa é três vezes maior do que o número de acordos fechados até o momento.

+ Governo diz que auxílio emergencial não pode ser permanente
+ Prorrogação de auxílio emergencial é assunto para Guedes, diz Bolsonaro
+ Auxílio emergencial poderá durar mais que três meses, diz secretário

A medida prevê a redução das jornadas de trabalho, com corte proporcional no pagamento por até 90 dias, e a suspensão dos contratos por até 60 dias. De acordo com o governo, a resolução deve evitar a demissão de funcionários durante o período da pandemia.



Os trabalhadores afetados com corte de jornada recebem compensação do governo, podendo chegar ao valor total do que ganhariam de seguro-desemprego se tivessem sido demitidos.  Já os com contrato suspenso vão receber o valor mensal do seguro-desemprego. O programa ainda estabelece o auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores intermitentes com contrato de trabalho formalizado.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel