Sustentabilidade

Maioria dos incêndios florestais no sul da Turquia está controlada

Maioria dos incêndios florestais no sul da Turquia está controlada

Desde quarta-feira foram declarados diferentes focos de incêndio nas florestas de Manavgat, Alanya, Adana, Mersin, Bodrum e Marmaris - AFP/Arquivos

A maioria dos incêndios florestais na costa mediterrânea da Turquia, que deixaram quatro mortos e obrigaram a evacuação dezenas de aldeias, está controlada, anunciaram as autoridades turcas nesta sexta-feira (30).

“57 dos 71 incêndios em todo o país foram controlados”, disse nesta sexta o ministro de Agricultura, Bekir Pakdemirli.

“A situação melhora em todos os incêndios ativos”, acrescentou o ministro.

Desde quarta-feira foram declarados diferentes focos de incêndio nas florestas de Manavgat, Alanya, Adana, Mersin, Bodrum e Marmaris, perto de lugares turísticos do sul da Turquia, que alcançaram rapidamente as áreas habitadas devido aos fortes ventos.



Os incêndios causaram a morte de quatro pessoas, entre elas um homem de 25 anos que se dirigia a um local devastado em Marmaris para prestar ajuda, segundo a rede de televisão NTV.

Dezenas de casas, campos e estábulos de várias cidades foram destruídos pelas chamas.

Devido ao aumento do fogo, as autoridades evacuaram dezenas de cidades. Também evacuaram um hotel na cidade turística de Bodrum.

“A eletricidade foi cortada à noite. Não conseguimos dormir por causa do estresse. Acordamos com uma chuva de cinzas”, disse Gulin Dede Tekin, que saiu de seu hotel ameaçado pelo incêndio em Marmaris, a um repórter da AFP no local.

Mais de 4.000 bombeiros, auxiliados por helicópteros e aviões, tentam controlar os incêndios.

Diante do surgimento de vários focos de incêndio ao mesmo tempo, as autoridades turcas dizem que não descartam uma origem criminosa.

“Quem provocou esses incêndios? Temos suspeitas, assim como nossos concidadãos. Todas as nossas instituições realizam uma investigação sensível a respeito. Os suspeitos foram presos”, destacou nesta sexta-feira o ministro das Relações Exteriores Mevlut Cavusoglu, que visitou Manavgat.

Cinco pessoas foram detidas em Osmaniye (sul) por supostos vínculos com os incêndios nessa região.

Duas crianças também são suspeitas de terem provocado acidentalmente o incêndio que destruiu Marmaris, informou a agência privada DHA.

“Todo o apoio necessário será dado aos nossos concidadãos que sofreram o incêndio”, declarou na quarta-feira à noite o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, que também prometeu uma investigação a fundo.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago