Finanças

Maioria das bolsas europeias sobe com balanços, mas política e petróleo pesam

Em dia de agenda fraca de indicadores, balanços positivos dão o tom aos negócios europeus nesta manhã e as principais bolsas conseguem se manter no azul, embora as preocupações políticas sigam no radar dos investidores e limitem os ganhos. A queda do petróleo, porém, tem deixado a Bolsa de Londres volátil.

Às 8h38 (de Brasília), a Bolsa de Londres caía 0,02%, Paris ganhava 0,59% e Frankfurt avançava 0,16%. A Bolsa de Milão tinha acréscimo de 0,10%, Madri subia 0,20% e Lisboa valorizava 0,04%.

Entre os principais números, a Rio Tinto divulgou lucro anual de US$ 4,62 bilhões, um retorno aos lucros graças a uma recuperação das commodities. Diante disso, as ações da mineradora subiam 1,16%, no horário acima. O resultado influenciou também o setor de construção e outras empresas do setor, com os papéis em alta superior a 1% em Londres.

A empresa de cuidados com a saúde Sanofi divulgou que seu lucro líquido no quarto trimestre mais do que dobrou, para 790 milhões de euros, graças a menores custos de amortização e reestruturação. A ação avançava mais de 2,5% em Paris.

Por outro lado, as incertezas políticas na Europa e nos EUA continuam a dominar os mercados com os investidores migrando para o ouro, levando o euro a mais um dia perdas. A situação que tem gerado mais tensão atualmente é na França, onde a líder do partido de extrema-direita Frente Nacional, Marine Le Pen, tem ganhado força em meio ao seu discurso de abandono do euro, caso vença as eleições. Às 8h38 (de Brasília), o euro recuava a US$ 1,0646. Enquanto isso, a libra também recuava, a US$ 1,2486, dia em que acontece a rodada final de votação na Câmara dos Comuns do projeto de lei sobre a saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit). Se aprovado, irá para apreciação na Câmara dos Lordes.

Os preços do petróleo em queda também têm limitado os ganhos, principalmente em Londres. Ontem, o American Petroleum Institute (API) estimou que o volume de petróleo bruto estocado nos EUA deu um salto de 14,2 milhões de barris na última semana. Nesta quarta-feira, será divulgado o levantamento oficial de estoques pelo do Departamento de Energia (DoE) norte-americano. As ações da Shell recuavam 1,75% e as da BP perdiam 0,48%.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

bolsas Europa manhã