Economia

Maia nega que adiamento de comissão de reforma seja por divergência de mérito

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), negou que haja divergência entre as propostas em tramitação sobre a reforma tributária no Congresso. Uma reunião sobre a retomada da comissão mista que trata do tema deveria ter sido realizada nesta quinta-feira, 30, mas foi adiada para a próxima terça-feira.

“Não há divergência entre as propostas, a PEC 45, a 110 e o projeto de lei do governo, eles tratam do mesmo conteúdo”, disse ele em entrevista à CNN Brasil, quando questionado sobre o tema. “Tivemos hoje várias reuniões. As coisas estão caminhando. O importante é se comunicar com a sociedade”, disse.

Lava Jato.

Ainda durante a entrevista, Maia rechaçou a ideia de abrir uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) sobre a Lava Jato na Câmara. Há alguns pedidos nesse sentido no parlamento. “Nesse momento não faz nenhum sentido entrarmos nesse debate”, disse ele lembrando da crise atual devido à covid-19.

Veja também

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?