Negócios

Madero abre o apetite de investidores

Depois de seis tentativas, a rede de hamburguerias finalmente conseguiu vender parte de sua operação por R$ 700 milhões para fundo dos EUA

Madero abre o apetite de investidores

Insaciável: a rede vai investir R$ 400 milhões na abertura de 52 novos restaurantes e na melhoria da fábrica central, no Paraná

Fundada em 2005 pelo curitibano Junior Durski, de 57 anos, a rede de restaurantes Madero está cada vez mais perto de ganhar fôlego no caixa com a entrada de um novo sócio. A gestora americana de fundos private equity Carlyle acertou a compra de uma fatia de 23,3% da empresa pelo valor de R$ 700 milhões. Segundo fontes consultadas pela DINHEIRO, o acordo foi cravado na semana após o segundo turno das eleições e vai passar ainda pelo processo de due dilligence (análise financeira) para ser efetivado. Engana-se, porém, quem acha que a busca por um investidor tenha sido tarefa fácil. Foram seis tentativas fracassadas em quatro anos para fechar a venda de parte da empresa, que é dona de uma dívida de R$ 520 milhões com o fundo HSI.

As primeiras conversas aconteceram em 2014, quando Durski tinha a intenção de abrir mão de 33% da companhia ao 2bCapital, fundo criado pelo Bradesco com o Banco Espírito Santo, de Portugal. O acordo não avançou devido a uma investigação por fraude financeira no banco lusitano. No ano seguinte, uma nova tentativa foi feita com o fundo de investimentos Actis, mas o empresário optou por emitir debêntures de
R$ 88 milhões, compradas pela HSI. Em março do ano passado, a rede paranaense fez mais uma investida ao contratar o Itaú BBA, mas também não fechou negócio.

O fundo atual, por sua vez, encantou-se com o bom desempenho da rede, que conta com 130 unidades distribuídas em 16 estados brasileiros e um faturamento gordo de R$ 780 milhões. Mas DINHEIRO apurou que foi o Ebitda de R$ 205 milhões – previsto para o fechamento deste ano – que cravou a decisão da Carlyle. A consultora em food-service e diretora executiva da GS&Libbra, Cristina Souza, atribui o recuo anterior dos investidores ao cenário econômico do País. “Em uma situação de incerteza fiscal, os fundos ficam mais retraídos em fazer apostas”, diz. “Não foi uma falha do Madero. A rede, na verdade, trouxe um conceito de hamburgueria com um padrão muito superior à média do mercado.”

Procurado, o Madero informou que não comentaria o assunto, mas DINHEIRO levantou que a cadeia de restaurantes tem planos ambiciosos. Além de saldar a dívida com a gestora, a intenção do fundador é abrir o capital (IPO, na sigla em inglês) em cinco anos e aplicar R$ 400 milhões na abertura de 52 novas lojas e na melhoria da fábrica-mãe, localizada em Ponta Grossa, no Paraná. Para isso, o empresário deve usar recursos da geração de caixa do negócio, que já está em R$ 300 milhões. Para a consultoria GS&Libbra, a entrada da Carlyle, somada à presença do empresário Luciano Huck, que detém 5% do negócio, dará força suficiente para a o grupo ampliar sua participação no mercado — “não falta espaço para crescer”, segundo Souza. É o que parece pensar Durski, que não disfarça o seu apetite insaciável.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?