Giro

Macron na ONU: europeus “não cederão” em sua rejeição às sanções contra o Irã

Macron na ONU: europeus “não cederão” em sua rejeição às sanções contra o Irã

Presidente francês Emmanuel Macron em Paris em 14 de setembro de 2020.

O presidente francês Emmanuel Macron disse às Nações Unidas nesta terça-feira que a França e seus aliados europeus Alemanha e Reino Unido “não cederão” em sua recusa em apoiar o restabelecimento das sanções da ONU contra o Irã pelos Estados Unidos.

“A França, com seus aliados alemães e britânicos, manterá sua demanda pela implementação total e plena do acordo de Viena de 2015” sobre p dossiê nuclear iraniano, declarou Macron.

Mas “não vamos transigir, no entanto, na ativação de um mecanismo que os Estados Unidos” não estão “em posição de ativar” tendo se retirado do acordo, acrescentou.

“Seria um atentado contra a unidade do Conselho de Segurança, contra a integridade de suas decisões e significaria o risco de agravar ainda mais as tensões na região”, disse o presidente francês.

Os Estados Unidos proclamaram unilateralmente na noite de sábado o retorno às sanções internacionais contra o Irã, suspensas em 2015 em contrapartida ao compromisso iraniano de não se equipar com a arma atômica.

Esta posição foi denunciada imediatamente pela Rússia e pelos europeus.

“A estratégia de pressão máxima” do presidente Donald Trump “não permitiu neste momento acabar com as atividades desestabilizadoras do Irã, nem garantir que não será capaz de se munir de uma arma nuclear”, acrescentou.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?