Luxo contra o corona!

Luxo contra o corona!

O designer britânico Tom Dixon é reconhecido mundialmente por seu raro talento em criar luminárias, móveis e acessórios de decoração. O que pouca gente sabe é que Dixon, premiado nos quatro cantos do planeta, também atua numa área que ganhou relevância e destaque mundial nas últimas semanas: sabonetes e loções. A linha de fragrâncias da grife do britânico foi, segundo o próprio, “projetada para evocar os aromas de Londres”. Da lista de produtos, faz parte um belíssimo conjunto de sabonete e loção, dupla perfeita para se proteger do coronavírus com muita sofisticação. O grande destaque é a loção de bálsamo, muito refrescante e nada oleosa. Em tom preto e dourado, os frascos dão o ar de elegância tão presente em todos os trabalhos assinados por Dixon. O conjunto custa US$ 110 (pouco mais de R$ 500).

(Nota publicada na edição 1163 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Viagem (milionária) ao fundo do mar

O mundo submarino é lindo e fascinante. O genial escritor francês Julio Verne sabia bem disso, quando criou o clássico 20 mil Léguas [...]

Eternamente clássico

A Cutler and Gross não precisou de muito tempo para se firmar como uma das grifes de óculos de luxo mais reconhecidas do mercado [...]

Elegância aos seus pés

No mundo dos sapatos masculinos, poucas marcas têm tanto prestígio e respeito quanto a Berluti. Afinal, são exatos 125 anos de [...]

Chanel em dose tripla

Que mulher não ganha um brilho nos olhos diante de qualquer peça Coco Chanel? E se, em vez de uma, forem três peças? É o que propõe a [...]

Mixologia por delivery

A quarentena que mantém bares fechados em todo o mundo está levando muita gente a se arriscar na coquetelaria para preparar, em casa, [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.