Sustentabilidade

Luvas e máscaras da pandemia invadem os grandes rios europeus, alerta ONG

Luvas e máscaras da pandemia invadem os grandes rios europeus, alerta ONG

O uso de máscaras e luvas se tornou essencial no combate ao novo coronavírus - AFP

Máscaras e luvas foram encontradas sistematicamente em sete grandes rios europeus em junho, afirmou a Fundação Tara, ONG que alerta sobre o perigo da contaminação plástica relacionada à crise de saúde.

“Os cientistas dos laboratórios associados da Tara encontraram sistematicamente luvas e máscaras nas margens e praias de sete rios europeus durante a coleta de mostras em junho”, declarou à rádio France Inter Romy Hentinger, diretora de ativismo e cooperação internacional da ONG.

“É preocupante, pois é possível deduzir que outras já chegaram ao mar”, completou a porta-voz, antes de explicar que as máscaras descartáveis, de polipropileno e muito finas, devem se fragmentar “rapidamente”.

Os rios estudados fazem parte dos nove principais rios europeus explorados em 2019 por um navio científico, como parte de uma missão sobre os microplásticos. São o Tâmisa, Elba, Reno, Sena, Ebro, Ródano, Tibre, Garonne e Loire.

“Esperamos os resultados finais ddos cientistas”, completou Romy Hentinger.

A expedição de maio a novembro de 2019 revelou a presença de microplásticos em 100% das amostras de água, o que demonstra que já estão presentes nos rios e “não se degradam no mar, explicou Martin Hertau, capitão do laboratório flutuante.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?