Giro

Lukashenko diz que Belarus interceptou tentativas de ataques de mísseis pela Ucrânia



MOSCOW (Reuters) – O presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, disse neste sábado que a Ucrânia tentou atacar instalações militares em território bielorrusso há três dias, mas que todos os seus mísseis foram interceptados, informou a agência de notícias estatal Belta.

Lukashenko, que não forneceu provas para a alegação, disse que Belarus não quer guerra com a Ucrânia, mas que lutará se seu próprio território fosse invadido.

Os militares ucranianos não comentaram imediatamente.

“Eles estão nos provocando. Devo lhes dizer, há três dias, talvez um pouco mais, que foi feita uma tentativa de atacar instalações militares em território bielorusso a partir do território da Ucrânia”, disse Lukashenko segundo a Belta.




“Mas, graças a Deus, os sistemas antiaéreos Pantsir conseguiram interceptar todos os mísseis lançados pelas forças armadas ucranianas.”

Lukashenko disse que não há tropas de Belarus lutando no que Moscou chama de sua “operação militar especial” na Ucrânia.

Belarus é um aliado próximo da Rússia e permitiu que Moscou usasse o seu território para enviar tropas para a Ucrânia em 24 de fevereiro.