Giro

Lucro dos maiores bancos brasileiros sofre a maior queda em 21 anos

Crédito: Reprodução/Divulgação

Os lucros dos quatro maiores bancos brasileiros somaram 61 mil milhões de reais em 2020, menos 24,4% face a 2019 e o maior retrocesso em 21 anos (Crédito: Reprodução/Divulgação)

Os lucros dos quatro maiores bancos brasileiros somaram 61 mil milhões de reais em 2020, menos 24,4% face a 2019 e o maior retrocesso em 21 anos, segundo um estudo divulgado nesta quarta-feira, 17. Se considerada a correção monetária pela inflação, a queda sobe para 26,6%, já que em 2019 o lucro nominal conjunto dos bancos Bradesco, Itaú, Banco do Brasil e Santander foi de 81,5 mil milhões de reais, o melhor resultado desde 1994.

+ PepsiCo surpreende em lucro ajustado e receita no 4º trimestre

Os dados foram divulgados pela consultora Economática, que indicou que o Itaú, o maior banco privado do Brasil, teve o melhor resultado entre os quatro no ano passado, com lucro anual de 18,9 mil milhões de reais, seguido do Bradesco, com 16,5 mil milhões de reais. O Santander ficou em terceiro lugar, com lucro de 13,4 mil milhões de reais e o Banco do Brasil, controlado pelo Estado mas com ações na bolsa, ficou em quarto, com lucro de 12,6 mil milhões de reais.

O estudo analisou também o retorno sobre o patrimônio, que é o resultado do lucro líquido dividido pelo patrimônio líquido médio e que em 2020 foi de 12,06% para os quatro bancos, o menor valor registado desde 1995, quando esse índice médio foi de 10,56%.



Os lucros dos quatro maiores bancos do Brasil foram afetados pela pandemia de covid-19 e pelo forte aumento das provisões que todo o setor teve de reservar para cobrir dívidas de difícil cumprimento. A chegada da pandemia ao país gerou uma profunda crise após a paralisação das atividades entre março e maio do ano passado, quando foi decretado o isolamento social para evitar a disseminação do vírus.

De acordo com as últimas projeções de economistas e do Governo, o Brasil sofreu uma contração da sua economia próxima a 4,5% em 2020. A queda do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020 interrompeu três anos consecutivos de crescimento econômico após a recessão histórica do país em 2015 e 2016, quando a economia se contraiu em quase sete pontos percentuais.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago