Negócios

Lucro da Cemig cresce 35,5% no 1º trimestre para R$ 464,595 milhões

A Cemig encerrou o primeiro trimestre de 2018 com lucro líquido de R$ 464,595 milhões, um aumento de 35,5% sobre os R$ 342,734 milhões do mesmo período do ano passado.

A receita líquida da companhia energética mineira somou R$ 4,935 bilhões, 2,5% maior que em igual intervalo de 2017.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado caiu 8,47% no primeiro trimestre.

O resultado financeiro de janeiro a março de 2018 foi uma despesa líquida de R$ 157,800 milhões, menor que a de R$ 392,746 milhões no mesmo período de 2017.

A mensagem da administração destaca que foi concluída a incorporação da Cemig Telecom em 31 de março, pelo valor patrimonial contábil, com sua consequente extinção, e diz que está em processo de avaliação de alternativas relacionadas a eventual venda dos ativos incorporados, com a expectativa de conclusão dos estudos para o segundo trimestre de 2018.

Expectativas

O lucro líquido apresentado pela Cemig no primeiro trimestre de 2018 veio acima das projeções de analistas. A média das projeções de seis casas consultadas pelo Prévias Broadcast (BTG Pactual, JPMorgan, Itaú BBA, Morgan Stanley, Safra e Santander) apontava para um lucro líquido de R$ 371,5 milhões, uma diferença de 25%.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) era esperado em R$ 923,8 milhões, e veio 9% acima, em R$ 1,007 bilhão.

O Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado) considera que o resultado está em linha com as projeções quando a variação para cima ou para baixo é de até 5%.