Economia

Luciano Hang, dono da Havan, é excluído de jantar de Bolsonaro com empresários

Crédito: Arquivo Agência Brasil - Marcelo Camargo

O empresário e apoiador de Bolsonaro estava em uma pré-lista, mas acabou de fora (Crédito: Arquivo Agência Brasil - Marcelo Camargo)

A reunião do presidente Jair Bolsonaro, que reuniu ministros e cerca de 20 empresários, ocorrida na noite desta quarta-feira (7), excluiu Luciano Hang, dono da rede varejista Havan, e um defensor de primeira ordem da linha bolsonarista.

O empresário e apoiador de Bolsonaro estava em uma pré-lista, mas acabou de fora. A ideia do encontro era evitar o convite de amigos do presidente considerados radicais, segundo informações da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

+ Após trocas nas Forças Armadas, Bolsonaro volta a falar em ‘meu Exército’
+ Partido de Lira cobra mais espaço na equipe de Bolsonaro

Ainda segundo a jornalista, o jantar contou apenas com nove dos 65 bilionários do país elencados pela revista Forbes. Dos convidados, dois disseram que viajavam e não poderiam comparecer.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel