Política

Luciano Hang, da Havan, diz que nunca fez fake news contra o STF

Dono da rede de lojas de departamento Havan, o empresário Luciano Hang é alvo do inquérito que investiga a propagação de fake news contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Na manhã desta quarta-feira (27), agentes da Polícia Federal realizaram busca e apreensão na casa e escritório do empresário e apreenderam dispositivos eletrônicos de Hang, que se defendeu da ação da PF.

“Jamais atentei ou fiz fake news contra o STF”, disse o dono da Havan, em vídeo publicado em suas redes sociais. Ele ainda afirmou que a situação estará “esclarecida” após a realização de perícia pela PF em seu celular e computador. Ele disse estar “tranquilo” quanto às investigações.

Ainda no vídeo, o empresário se explicou em relação a fotos que o mostram ao lado do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que estariam circulando nas redes sociais nos últimos dias. Segundo ele, a imagem corresponde à época em que pediu o apoio de Maia para a aprovação da reforma previdenciária. “Temos que conversar com todos eles. Unir o Brasil para fazer as reformas”, disse Hang.



Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago