Edição nº 1100 14.12 Ver ediçõs anteriores

Louis Vuitton na arte

Louis Vuitton na arte

As bolsas da Louis Vuitton com estampas de obras de pintores famosos já podem ser vistas circulando nos braços de atrizes como a americana Michelle Williams (abaixo e acima) e da blogueira italiana Chiara Ferragni. Os artigos foram criados em parceria com o americano Jeff Koons, reconhecido por suas reproduções de obras de arte brilhantes e pelos estratosféricos preços pelos quais vende as suas criações. Ele reproduziu nas bolsas quadros famosos, como Campo de Trigo com Ciprestes, de Van Gogh, Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, A Caçada ao Tigre, de Rubens, La Gimblette, de Fragonard, e Marte, Vênus e Cupido, do Ticiano. Os preços estão entre US$ 1 mil e US$ 3 mil. Não é a primeira colaboração da empresa com artistas contemporâneos. A grife já fechou parcerias com Yayoi Kusama, Cindy Sherman e Olafur Eliasson.

(Nota publicada na Edição 1036 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Uma aventura luxuosa na África

Conhecer as maiores atrações do continente africano em altíssimo estilo. Essa é a proposta da Latitudes Viagens de Conhecimento, [...]

Com salário de US$ 6,4 milhões, CEO da Uber vende casa em Seattle

Desde que deixou Seattle, Washington, para viver em São Francisco, na Califórnia, Dara Khosrowhahi, CEO da Uber, tinha um dilema: [...]

Aposte com estilo

A grife francesa Hermès trocou suas sedas pelo feltro de lã. Pelo menos no jogo de dados. O Declick Dice Game, que a empresa acaba de [...]

Ferrari no pulso

O melhor presente de Natal para um “ferrarista” é um carro da marca. Se isso está fora de cogitação, a suíça Hublot tem uma [...]

Caviar como enfeite de pulso

As ovas do esturjão deixaram de ser apenas um tipo caríssimo de iguaria gastronômica. Elas agora batizam uma grife russa especializada [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.