Sustentabilidade

Los Angeles proíbe animais selvagens exóticos em festas e espetáculos

Los Angeles proíbe animais selvagens exóticos em festas e espetáculos

Uma tigresa e seus filhotes no zoológico de San Diego em 2012 - SAN DIEGO ZOO/AFP/Arquivos


O Legislativo da cidade de Los Angeles aprovou nesta terça-feira (18) a proibição da exploração de animais exóticos com fins de entretenimento, encerrando assim efetivamente as luxuosas festas de Hollywood, onde girafas, tigres e até elefantes são usados para entreter os convidados.

“Isso é mais do que inaceitável, e devemos acabar com isso”, disse o vereador David Ryu, que promoveu a medida que seus colegas aprovaram por unanimidade.

O projeto de lei, que deve ser aprovado pelo prefeito de Los Angeles, proíbe o uso de animais selvagens ou exóticos em festas e outros shows ao vivo.

A questão dos animais selvagens exibidos em festas em casas de luxo em Hollywood Hills tem sido um problema há anos, informou o escritório de Ryu, e os vizinhos costumam reclamar do barulho.

A nova lei também proíbe as pessoas de montar animais selvagens ou exóticos para fins de entretenimento.

No entanto, a medida não afetará o zoológico de Los Angeles, que ainda pode exibir animais silvestres para fins educacionais. Já existe uma proibição estatal para circos que usam animais selvagens.