Giro

Lojistas já esperam Black Friday sem público nas lojas e planejam vendas

Crédito: Almeida Rocha/Folhapress

Imagens deste tipo, onde as pessoas se enfrentam para conseguir comprar um produto na promoção de Black Friday serão cada vez menos frequentes no mundo pós-pandemia (Crédito: Almeida Rocha/Folhapress)

Com os efeitos da pandemia do coronavírus ainda bastante incertos, já que o vírus segue circulando pelo mundo e a esperança de uma nova vacina ainda conta com uma data de distribuição de médio a longo prazo, os varejistas estão desenhando planos para a Black Friday e o natal deste ano.

Nos Estados Unidos, onde a data comemorativa teve início e é levada a sério pelas marcas, o cenário é de incertezas. De acordo com o Business Insider, a tradicional imagem das grandes filas de clientes cruzando o quarteirão, esperando o momento de entrarem nas lojas para as grandes promoções da Black Friday, dificilmente se repetirá este ano.

+ Via Varejo apaga postagem no Twitter e informa alta de vendas de até 859%
+ Mercado imobiliário aponta melhora nas vendas e fala em retomada em ‘V’
+ Lojas especializadas aumentam vendas na seção de comestíveis com maconha nos EUA

Por isso, replicar a emoção das grandes multidões no e-commerce será um dos desafios para os lojistas. O CEO da Macy’s, famosa rede de departamento dos EUA, disse que o online é peça fundamental para quem antes apostava em lojas físicas e dar aos cliente a opção de retirada na calçada é um diferencial nas vendas.



Outra tendência que deve surgir com força será a de parcerias envolvendo influenciadores digitais e as lojas, cativando um público online para as compras de fim de ano. Bons e reais preços, sem enganação com o cliente, além de itens exclusivos, também tendem a constituir fatores de captação da clientela.

Por isso, é bom levar em consideração que os clientes, tanto quanto os lojistas, foram diretamente afetados pelos meses de isolamento social e, em muitos casos, da falta de emprego. Esse impacto na renda fará parte da dinâmica das compras e os preços precisam captar essa nova dimensão social.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel