Negócios

Lojas do Sam’s Club substituem as do Walmart

Lojas do Sam’s Club substituem as do Walmart

Após desistir da marca Walmart no Brasil, o Grupo Big começa a transformação das lojas da marca em Sam’s Club. O clube de compras, que funciona como uma espécie de “atacarejo gourmet”, não tem concorrente direto no País. Por isso, virou a principal aposta do fundo de investimento Advent, que controla a empresa.

Após a inauguração de uma nova loja nesta quinta-feira, 12, em Brasília, São Paulo ganhará duas filiais em novembro. No mês seguinte, Aracaju (SE) terá nova loja. As quatro unidades que serão inauguradas neste ano passaram por reformas que consumiram R$ 110 milhões.

A ideia é ter 39 Sam’s Club no Brasil até 2022. Hoje, são 27. Para chegar a esse número, deverão ser construídas novas lojas. “Há hipermercados que não se encaixam tão bem dentro do contexto que o formato precisa, principalmente de público”, afirmou Fernando Lunardini, diretor do Grupo Big.

Ao contrário dos atacarejos tradicionais, como Assaí e Atacadão, que têm o preço baixo em itens básicos, o Sam’s Club tenta atrair clientes com a promessa de produtos exclusivos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.