Giro

Liverpool jogará pelo povo ucraniano na final da Liga dos Campeões, diz Klopp



(Reuters) – O técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, dedicou a final da Liga dos Campeões neste sábado contra o Real Madrid em Paris ao povo da Ucrânia, expressando apoio para o país contra a invasão da Rússia.

O jogo, uma revanche da decisão de 2018, havia sido marcado para a Arena Gazprom, em São Petersburgo, mas foi transferido ao Stade de France, após a Rússia invadir o seu vizinho em 24 de fevereiro.

“Estou feliz que o jogo é aqui por milhares de razões”, disse Klopp a repórteres. “A guerra ainda está em andamento e temos que pensar sobre isso”.

O alemão afirmou que levar a final a Paris foi “exatamente a mensagem certa que a Rússia deveria receber”.



Moscou chama a guerra de “operação militar especial” para desmilitarizar e “desnazificar” a Ucrânia. Kiev e o Ocidente classificam-na como uma guerra de agressões que não foram provocadas.

“Jogamos esta final por todo o povo da Ucrânia. Tenho certeza que algumas pessoas na Ucrânia ainda vão conseguir vê-la e vamos fazer isso por vocês, 100%”, disse Klopp.

O Liverpool espera vencer o terceiro título nesta temporada, após levantar os troféus da Copa da Liga Inglesa e da Copa da Inglaterra. O Real Madrid ganhou o Campeonato Espanhol e tentará ampliar o seu recorde de títulos da Liga dos Campeões para 14.


(Reportagem de Dhruv Munjal em Bengaluru)