Tecnologia

Lituano tenta aplicar golpe de US$ 100 milhões no Google e Facebook

Evaldas Rimasauskas enviava mensagens de voz via e-mail para as empresas de tecnologia se passando por um prestador de serviço de Taiwan

Lituano tenta aplicar golpe de US$ 100 milhões no Google e Facebook

O lituano Evaldas Rimasauskas, de 50 anos, encontrou uma maneira ousada e original de aplicar golpes contra duas das maiores empresas do planeta: mensagens de voz. Em um esquema de envolveu contas bancárias de diversos países, o criminoso conseguiu angariar US$ 100 milhões de Google e Facebook entre 2013 e 2015.

Para aplicar o golpe, Rimasauskas enviava mensagens de voz para as empresas se passando por membro da companhia taiwanesa Qanta Computer, que de fato presta serviços para as duas gigantes de tecnologia. Após conseguir persuadir representantes de Google e Facebook, o dinheiro era enviado para contas na Letônia e Chipre. Segundo a investigação do departamento de justiça americano, após o envio, o dinheiro era redistribuído para outras instituições financeiras em Hong Kong, Hungria, Lituânia e Eslováquia. O criminoso era também responsável por gerar documentos e identidades falsas para explicar a alta movimentação de dinheiro para os bancos.

Rimasauskas foi deportado da Lituânia para os Estados Unidos em 2017, onde concordou devolver US$ 50 milhões, além ter se declarado culpado por crime digital, o que pode lhe render um sentença de até 30 anos. Ele foi originalmente indiciado por cinco crimes, mas por ter se declarado culpado por um, as outras quatro acusações devem cair. O julgamento está marcado para acontecer em julho deste ano. Facebook e Google afirmaram que já recuperaram o dinheiro roubado pelo lituano.