Economia

Lira diz irá buscar que saída ‘rápida e com segurança jurídica’ pra reforma

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que irá buscar uma saída “rápida e com segurança jurídica” para a reforma tributária, após a extinção da comissão que trata do tema, no dia da leitura do parecer. Contudo, ele não deu mais detalhes como, por exemplo, se a medida será fatiada ou não.

“Sustar a comissão foi baseado em decisão técnica. O objetivo era preservar tramitação reforma tributária no Congresso”, disse ele, em pronunciamento.

Ele afirmou ainda que “nada se desperdiça no Congresso Nacional” e que o relatório lido hoje pelo deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) poderá ser aproveitado. “Entre tudo e nada, eu prefiro o melhor possível, e é o que faremos”, disse.

Lira alegou que a comissão mista havia expirado o prazo de funcionamento. “Não é conveniente que, após leitura do relatório, esse texto voltasse para comissão que não mais existe”, argumentou.

Ele disse ainda que, a partir de reunião com líderes, Aguinaldo e senadores, será buscada uma saída. “Rápida, que dê segurança jurídica que traga o melhor texto possível, sobre consumo, renda, se é fatiado ou o que for mais conveniente. Mas terá respaldo, segurança jurídica e, na maior brevidade possível, com amplitude de debates na Casa”, disse.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel