Tecnologia

LinkedIn vai demitir quase 1.000 funcionários

Crédito: PxHere

LinkedIn vai demitir quase 1 mil funcionários (Crédito: PxHere)

O LinkedIn, rede social voltada para empregos, anunciou que vai demitir aproximadamente 960 funcionários, cerca de 6% da sua base total. Os cortes, anunciados em carta pelo CEO da empresa, Ryan Roslansky, acontecerão nas áreas de vendas globais e aquisição de talentos.

O executivo explicou, em nota, que a plataforma não é imune aos efeitos da pandemia global, apesar dos lançamentos que realizou no período. Além disso, Roslansky destaca que a empresa criou estratégias de venda dos seus serviços online que permitem um atendimento direto a milhares de empresas.

+ LinkedIn lança recurso de áudio para ajudar em pronúncia de nome
+ Postagens viralizam no LinkedIn e são convertidas em vagas

“Há um conjunto de funções que não são mais necessárias, à medida que evoluímos a maneira como trabalhamos com nossos clientes de mídia de talento e pequenas empresas. Queremos uma abordagem unificada para a área e não precisaremos continuar duplicando plataformas, sistemas e ferramentas onerosas”, afirma.

Outro argumento ressaltado pelo CEO é a queda na demanda por contratação, tanto em relação ao serviço de caça-talentos, quanto na própria empresa. O comunicado divulga ainda que o processo de transição dos funcionários afetados contará com um suporte financeiro, de saúde e de carreira.

“Estamos oferecendo um mínimo de dez semanas de indenização e pagamento da meta máxima para aqueles que são elegíveis ao bônus do final do ano fiscal. Nos EUA, pagaremos 12 meses de seguro de saúde contínuo e, no mundo, oferecemos seis meses. Além de seis meses de treinamentos, oficinas e cursos para uma próxima função”, finaliza o CEO.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel